sexta-feira, 25 de março de 2011

Visita ao Fluviário de Mora

O Sonho do Fluviário nasceu no dia 11 de Fevereiro de 2001. Seis anos depois, a 21 de Março de 2007, cumpria-se o sonho. A concretização do Fluviário de Mora visou a criação de um equipamento único em Portugal, de natureza científica, cultural e de lazer que, recriando o universo aquático, consolidasse uma vertente educativa e ambiental.



EXPOSIÇÕES
Existem vários tipos de exposições, que podem ser percorridas sequencialmente:
- Percurso de um rio;
- Lontras;
- Percurso do lago;
- Exposição temporária;
- Habitação exótica;
- Exposição multimédia.


HORÁRIO
O Fluviário encontra-se aberto todos os dias do ano.
No Verão: abertura às10h00 e encerramento às19h00.


CONTACTOS
Tel. (00351) 266 448 130
Fax: (00351)266 446 034

sexta-feira, 4 de março de 2011

Restaurante em Vila Real de Santo António

Restaurante Joaquim Gomes
Uma das casas da área da restauração mais antigas de Vila Real de Santo António, iniciou a sua actividade como taberna, no longínquo ano de 1936. Nos anos 50, transformou-se em casa de pasto (precursoras dos  restaurantes).
Uma boa escolha para uma refeição simples e saborosa, a preços razoáveis.

Sugestões: Bife de atum à moda da casa, bacalhau à Brás, perna de porco no forno e escalopes de peru panados. Para grelhar ou cozer: cabeça de pescada, peixe agulha, sardinhas, lulas, corvina, cherne e douradas. Para quem prefere as carnes, bife à casa ou c/ cogumelos, bitoque, entrecôte, secretos de porco preto, plumas de porco preto, lombinho de porco grelhado ou febras.

Património Natural em Vila Nova de Mil Fontes

Como não poderia deixar de ser, e como dizem os ingleses: "The last but not the least" (ou seja, e por último e não menos importante): o património natural.

Esta região tem bonitas paisagens naturais muito bem preservadas,  principalmente praias desertas, que se prolongam pela costa rochosa e dunas douradas até perder de vista.  Deparamo-nos com inúmeros ecossistemas em áreas protegidas e reservas naturais. A serra e o mar dão-lhe características muito especiais, existindo uma grande variedade de fauna e flora que lá coabitam.











A beleza e o fascínio que os visitantes têm, deve-se ao facto de haver pouca mão do homem (a nível de obras, por exemplo) e ainda possuir nos dias de hoje, o que a mãe natureza ofereceu.
Temos o dever de manter e preservar o que é bom, e que nos transmite paz.
Com este blogue, apercebemo-nos que temos um país lindo e que muitas vezes não lhe damos o devido valor. Porque não pegar na mochila, e descobrir Portugal?